logo
Main Page Sitemap

Desconto de inss sobre férias


Salário Normal: R 933,33 que corresponde ao salário / número de dias do mês X número de dias trabalhados.
Observação: O valor da dedução de inss nas férias, em nada tem a ver com o valor constante do recibo, que será efetivamente calculado e recolhido somente por ocasião da folha mensal, como vimos no início deste tópico.
O mesmo princípio vale para o desconto do Imposto de Renda sobre as férias vendidas.Líquido a receber: R 802,00.Haverá incidência normal do fgts sobre a remuneração do gozo das férias e do seu respectivo adicional constitucional.Férias pagas:.422,23 (Ferias normais 1/3 sobre férias).Sobre essa forma de cálculo, pode ser consultado interessante material disponibilizado pela coad, especificamente no ítem.1: m, no caso de fracionamento das férias em 2 meses, teremos o seguinte: Considere um pagamento de férias no valor de.000,00, com início do gozo.É preciso entrar com uma ação pedindo a devolução dos valores.No recibo de salário: Salário Normal: R 0,00 salvo quando a opção de cálculo considerar o número de dias do mês e o mês das férias possuir 31 dias.Inclusive em relação a pagamento de altos valores de férias, (por.Férias pagas:.666,67 (Ferias normais 1/3 sobre férias).Inss : R 259,11.



A decisão vale para os servidores públicos, mas os trabalhadores de empresas privadas também podem se beneficiar.
A pessoa pode entrar na mesma ação judicial, requerendo que não haja incidência da contribuição previdenciária e do imposto de renda.
Se ele comprovante da ultima votação es entrar com essa ação de repetição de indébito, a cada 12 meses, ele perde um mês, porque normalmente essa contribuição previdenciária entra no tempo de serviço dele, então se ele entrar pedindo para que não pague e pedindo também essas contribuições de volta.
Líquido a receber:.86,18, imagem 1 - clique na lupa para ampliar.Destaca-se no recibo de férias o valor do inss justamente para evitar que o recibo de pagamento de salário fique negativo, caso nenhuma verba adicional seja devida (por exemplo, em férias integralmente gozadas no mês).Deve-se sempre levar em consideração que o inss é calculado pelo regime de competência, e não pelo regime de caixa, ao contrário do irrf.(vencimento descontos de novembro e dezembro).Basta uma ação para que o juiz declare que aquelas verbas são indenizatórias e não são passiveis nem de contribuição previdenciária, nem de imposto de renda, diz o advogado.Nota: sobre o abono pecuniário e seu respectivo adicional constitucional (1/3) não incide inss.Desta forma, para fins de incidência do IR Fonte, o valor pago ao empregado a título de férias e abonos respectivos não deve ser somado ao valor de outros rendimentos pagos a ele no mês, constituindo-se uma base de cálculo separada.Ressaltamos que o valor do inss destacado no recibo de férias é mera estimativa.





143 da CLT (conversão de até 1/3 do período de férias em abono pecuniário).
Ocorre somente no primeiro mês pois o irrf considera o regime de caixa.
O cálculo do inss nas férias é proporcional aos dias de férias do mês.

[L_RANDNUM-10-999]
Sitemap